Nnamdi Asomugha


Ham?!

Bom, muitos sabem o que forma todas estas letras juntas, mas alguns não fazem a mínima idéia. Por isso cabe uma explicação: Ele é um jogador da NFL, cornerback (CB) do Oakland Raiders e é o defensor mais bem pago de toda a liga.

Faltou uma coisa? Sim, claro, a origem deste nome. Vem de um dos maiores grupos étnicos africanos (Igbos, pronuncia: i-bos) que habitam em grande parte na Nigéria. Falando em pronuncia... Aqui vai um facilitador para os fãs da NFL aprenderam a falar corretamente o nome do CB: Nnamdi (Nahm-Dee) Asomugha (AWE-sum-WAH), que significa Jesus Vive na língua Igbo.

Depois deste didatismo vem a afirmação sobre Asomugha que todos torcedores conhecem: Melhor CB de toda a NFL. Prestes a iniciar sua sétima temporada na liga e com 28 anos de idade, pode se esperar que o melhor ainda virá e que ele está prestes a chegar no ponto mais alto do seu football.

Nas últimas duas temporadas, somando as 32 partidas que os Raiders jogaram, apenas 73 passes foram lançados na direção de Asomugha e somente um resultou em touchdown (segundo o site STATS.com). Para ser mais exato, no ano passado, só Randy Moss, wide receiver (WR) do New England Patriots e Tony Gonzalez, tight end do Kansas City Chiefs (hoje com o Atlanta Falcons) pegaram mais que dois passes quando marcado por Asomugha.

Em entrevista ao The Providence Journal, Bill Belichick, treinador dos Patriots, disse que Asomugha “executa sua função com excelência” e que “ele foi o melhor CB que enfrentamos o ano todo”. Quando os quarterbacks (QB) vêem seu principal WR marcado pelo camisa 21 dos Raiders, eles preferem arremessar para o outro lado, de preferência bem distante de Asomugha. É o que Philip Rivers, QB do San Diego Charges chama de “A presença do 21”.

Tudo isso leva a situações curiosas. Tem partidas que sua mãe, Lilian, liga para ele e pergunta: “Você jogou hoje, filho?”. Aí Nnamdi responde que sim, só não apareceu porque os QB´s não jogaram nenhuma bola por perto...

“Aparecer”, no sentido de chamar a atenção, não é muito é de Asomugha. Na verdade, quanto menos aparecer, melhor. Se ele não tiver o seu nome mencionado pelo narrador da partida, é sinal de que o bom trabalho foi feito. Este ostracismo que o cerca é saudável, assim ele pode fazer suas ações fora de campo com mais calma, com mais sossego.

Porém, que fique registrado: ele é exaltado pela “Raiders Nation”. Esta identificação vem porque o jogador é muito ligado a comunidade e faz inúmeros trabalhos com os jovens de Oakland. Asomugha é parceiro de uma instituição da cidade chamada East Oakland Youth Development Center, que realiza inúmeros programas e atividades direcionados aos jovens menos favorecidos da cidade. Asomugha voluntariamente criou um passeio especial, em 2006, no qual ele leva estudantes que fazem parte do Centro para conhecer as melhores universidades americanas. Neste ano, por exemplo, ele levou os garotos (as) para New York onde eles visitaram faculdades gabaritadas como NYU e Columbia.

Aliás, quando Asomugha estava no metrô de New York com seus pupilos, ninguém o reconheceu...

Além deste trabalho em Oakland ele, junto com sua mãe, tem uma fundação na Nigéria que fornece comida, abrigo, remédios, assistência profissional e bolsas escolares às viúvas e órfãos, vítimas de pobreza no país africano. São dois centros na Nigéria e o plano e expandir para outros países.


Por estas ações filantrópicas e voluntárias, Bill Clinton (foto acima, à dir.) ex-presidente americano, o convidou para participar deste ano de um fórum, realizado na Universidade do Texas, que discutiu a importância de desafiar estudantes universitários para agir em questões tais: como educar os mais necessitados, como ser proativo na comunidade... Asomugha falou exatamente sobre o que ele faz na periferia de Oakland e na Nigéria.

Embora tenha recebido inúmeros prêmios e menções por suas conquistas fora de campo, Nnamdi Asomugha não é destaque na mídia, não é tema de conversa entre os fãs da NFL... Contudo é inevitável que, depois de conhecê-lo melhor, não se comente por aí, já que ele vem construindo uma sólida reputação na liga e fora dela.

Certamente será difícil esquecer um nome como este.



© 1 Lee Suzuki / The Chronicle
© 2 Getty Images
© 3 Steve Hopson

2 comentários:

Boing disse...

Sou um RaiderFan e achei o texto realmente muito bom. Parabéns! Aso é tudo isso e muito mais. Realmente o cara na posição atualmente, que ficará ainda melhor! Os QBs realmente tremem quando o vêem. Al Davis acertou numa coisa nestes últimos 10 anos, mantêr Aso no Raiders.

BOING

F Amaral disse...

Muito bom o texto! Quando Nnamdi nessa offseason decidiu renovar com o Raiders, sem uso de Tag, em um momento que teria a oportunidade de ir para qualquer time que quisesse na liga, ganhou ainda mais meu respeito e minha admiração. O contrato foi caro, mas o Raiders não está ''apenas'' pagando pelo melhor CB da liga, um dos poucos verdadeiros shutdown corners da atualidade; está pagando por um excelente líder e uma excelente pessoa, como foi muito bem abordado no artigo: Nnamdi tem uma work ethic invejável.

Postar um comentário