Ela é o Futuro dos Lakers

Jeanie Buss, 49, é a mulher com o cargo mais alto em uma franquia da NBA. Bonita, filha do dono... Não se engane! Não são estes os fatores que a colocaram como Vice-Presidente Executiva (Financeira) do Los Angeles Lakers. A sua competência e inteligência a levaram para esta posição e fará com que ela avance mais.

Quando se comenta sobre Jeanie, os mesmos assuntos e tópicos entram em questão: A filha de Jerry Buss (o dono), a namorada de Phil Jackson (o treinador), as fotos para a Playboy... Evidente que tudo isto (e muito mais!) será destacado aqui.

O envolvimento com esportes vem desde a juventude, quando aos 19 anos de idade, Jeanie já era diretora de uma equipe de Tênis (Los Angeles Strings) posição na qual seu pai a colocou. Foi a primeira vez que ela teve que tomar uma decisão sozinha: “Lembro de ter pedido para meu pai vários conselhos, mas ele nunca me deu uma dica se quer. Ele falava 'Você faz uma escolha: se der certo, méritos pra você; se der errado assume as conseqüências'” diz Jeanie.

Contudo, a carreira no esporte não era a meta dela. Sempre pensou em seguir o caminho da sua família no ramo de imóveis. Mas, com a compra do Los Angeles Lakers por Jerry Buss em 1979 e de outros clubes, tudo mudou. Ela se formou em administração de empresas na USC e entrou de vez nos negócios esportivos da família.

Antes de chegar à NBA, Jeanie passou por vários testes. Além de comandar a equipe de Tênis, ela dirigiu uma de futebol indoor e de hóquei in-line. Tudo serviu de experiência para que chegasse ao grande palco da associação e desempenhar um bom papel.

Neste período, ela se tornou bastante popular em Los Angeles, porém mais pela beleza do que por suas qualidades administrativas. Em 1995, devido ao grande assédio, ela aceitou posar para a Playboy (foto ao lado) com 35 anos de idade - após seu divórcio, fazendo algo que sempre quis: “Eu cresci numa época que a Playboy tinha um glamour, sabe? Meu pai, nos anos 70, era dono de um Clube da Playboy. Minha tia era coelinha; sempre tive vontade de fazer e não me arrependo.” diz Jeanie.

As fotos serviram como uma exposição a mais. Imagina o que se falava dela em Los Angeles: menina rica, independente, atraente; todos os aspectos para virar uma estrela em Hollywood. Ela escolheu virar sim uma estrela, mas nos bastidores.

No inicio desta década ela assumiu o controle financeiro da franquia Lakers e transformou completamente a administração dos negócios do time. Quando ela chegou ao clube, o Los Angeles, segundo a Forbes, valia US$ 282 milhões; hoje o valor do clube mais do que dobrou, está no patamar dos US$ 584 milhões. Pode colocar na conta de Jeanie Buss esta super valorização da franquia.

Qualquer movimentação financeira da equipe passa pelas mãos dela. Os contratos com patrocinadores, com redes de Tv´s e rádios, e acordos de marketing são feitos só sob sua autorização. Para ter todo este poder não foi fácil: “As pessoas ligavam pra cá e diziam: ‘Você pode anotar este recado pro seu pai... Você pode falar com seu pai sobre isto e isto...’ Eu dizia: ‘Bom, todas estas coisas quem resolve sou eu...’. Demorou um pouco para as pessoas me aceitarem”.

Jerry Buss (o pai) aos poucos está deixando ela mais à vontade na administração, inclusive aceitando conselhos dela sobre outros assuntos da equipe. Porém, ela se precipitou e errou (duplamente) em um comentário.

Assim que os Lakers adquiriram Shaquille O´Neal, a idéia da diretoria do clube era tirar da aposentadoria Phil Jackson “Eu fui contra na época” diz Jeanie Buss “Pra quê trazer mais uma estrela quando já temos duas (O´Neal e Bryant)? Graças a Deus eles não ouviram meu conselho porque estava completamente errada”.

Duplamente errada neste pré-julgamento, não Jeanie? Além de Phil conquistar um tri campeonato com Los Angeles, ele acabou virando seu namorado... “Eu não o conhecia. Quer dizer, me precipitei nas palavras. Mas quando ouvi a sua voz; me apaixonei”. Toda vez ela é questionada sobre o relacionamento, se afeta o lado profissional: “É muito difícil e não aconselho ninguém a fazer. Sou o exemplo do errado, “estou num pôster” que diz: ‘Não façam isto no trabalho’ (risos)”.

Tudo, de fato, é um aprendizado para Jeanie Buss. No aspecto trabalho ela está muito bem e seu pai esta a direcionando, sem objeções em LA, para assumir a franquia daqui a alguns anos (ela é apelidada de “A Pacificadora” entre os dirigentes dos Lakers). No aspecto pessoal, ela já sabe como são as coisas em Los Angeles/Hollywood; se ela pensa que sua vida particular está muito exposta ao público, deve se preparar para o que vem pela frente, porque os caminhos estão sendo traçados para que ela seja a primeira mulher a ser dona de uma franquia da NBA. Para isto acontecer, é só questão de tempo.


© 1 Stephen Wayda / Playboy
© 2 Walter Icoss Jr. / SI

Um comentário:

Baby Pri disse...

interessante!!

Postar um comentário